Os números de 2010

2 de Janeiro de 2011 Deixe um comentário

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Este blog é fantástico!.

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 1,900 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 5 747s cheios.

Em 2010, escreveu 9 novo artigo, aumentando o arquivo total do seu blog para 31 artigos. Fez upload de 1 imagem, ocupando um total de 9kb.

The busiest day of the year was 28 de Setembro with 33 views. The most popular post that day was Palestras do TcheLinux.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram google.com.br, twitter.com, videoaulasbrasil.com.br, pt.wordpress.com e ianntech.com.br

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por linux, svn externals, svn:externals, php beautifier e php.ini wordpress

Atracções em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Palestras do TcheLinux Setembro, 2010

2

Entendendo o Subversion(SVN) Setembro, 2009
2 comentários

3

Alias para os HOSTS Setembro, 2009

4

PHP – Configurando o Ambiente de Desenvolvimento (php.ini) Setembro, 2009

5

SVN Externals Novembro, 2009
2 comentários

Categorias:Uncategorized

Palestras do TcheLinux

28 de Setembro de 2010 Deixe um comentário
Linux

Blz Galera,

Hoje gostaria de indicar a todos as palestras do Tchê Linux.
Já tive a oportunidade de participar um vez e achei bem legal o evento.

Link: Palestras

Para quem é maniaco por aprender e sempre quer ficar atualizado é um boa oportunidade.

Categorias:Linux

ORACLE – Organizando o banco com as packages

8 de Setembro de 2010 Deixe um comentário
Postgres

Buenas galera,

Bom, hoje gostaria de falar sobre PLSQL. Toda a minha experiência de PL era para o POSTGRES e atuamente tive a oportunidade de começar a desenvolver para o ORACLE. Uma das coisas que achei bem interessante é as PACKAGES.

No POSTGRES eu sabia que tinha como organizar as PL’s por schemas, o que é muito bom, mais ainda deixa a desejar ao meu ver, no ORACLE descobri que também é possível organizar por packages, o que torna o banco mais organizado.

Exemplo:

SCHEMA.PACKAGE_X.PLA
SCHEMA.PACKAGE_X.PLB
SCHEMA.PACKAGE_X.PLC

SCHEMA.PACKAGE_Y.PLA
SCHEMA.PACKAGE_Y.PLB
SCHEMA.PACKAGE_Y.PLC

O legal é que você pode ter várias PL’s com o mesmo nome, mais em schemas e/ou packages diferentes, o que as vezes pode ser interessante.

Categorias:banco de dados

Migração de versão do PHP

6 de Agosto de 2010 Deixe um comentário
PHP

Prezados,

Sugiro a todos que sempre que forem migrar a versão do PHP no seu servidor, consultem a seguinte página abaixo.

http://php.net/manual/en/history.php

Aqui é possível acompanhar (versão a versão) tudo o que foi realizado.

Migração do PHP 5.2.x para PHP 5.3.x
Migração do PHP 5.1.x para PHP 5.2.x
Migração do PHP 5.0.x para PHP 5.1.x
Migração do PHP 4 para PHP 5.0.x

Um dos itens mais importantes a ser avaliado é as incompatibilidades.

Abraço a todos.

Categorias:Desenvolvimento

Como adicionar arquivos em lote no CVS

23 de Junho de 2010 Deixe um comentário
Linux

PessoALL,

Hoje perdi um tempão tentando comitar alguns arquivos no meu repositório CVS. Mais com a ajuda de um colega, que me deu o caminho das pedras, consegui realizar essa simples tarefa que o CVS complica tanto.

Problema: O processo de adicionar um arquivo ao CVS e comitar não tem mistério, o problema é que o CVS força com que seja adicionado todos os diretório, subdiretórios e arquivos, um a um, o que complica um pouco quando temos bastante arquivos a serem adicionados para controle de versão.

Segue abaixo a solução que aprendi e me foi muito útil. Lembrando que todos os comandos devem ser executados da Raiz do repositório.

Descobrindo os arquivos a serem adicionados
$ cvs diff –brief 2>/dev/null | grep ‘?’ > /tmp/arquivosCVSAdd1.logs

Limpando o arquivo(Tira o ?) para deixar apenas os path no arquivo de log
$ cat /tmp/arquivosCVSAdd1.logs | cut -d ‘ ‘ -f2 > /tmp/arquivosCVSAdd2.logs

Adicionando tudo em 1 linha para poder rodar depois
$ for i in `cat /tmp/arquivosCVSAdd2.logs`; do echo -n ” $i”; done > /tmp/arquivoscvs3.logs

Edite o arquivo e coloque no inicio
cvs add

Dar permissão de execução e executar para ADICIONAR os arquivos
$ chmod a+x /tmp/arquivoscvs3.logs
$ . /tmp/arquivoscvs3.logs

Edite o arquivo e coloque no inicio
$ cvs commit –m ‘MENSAGEM’

Dar permissão de execução e executar para COMITAR os arquivos
$ chmod a+x /tmp/arquivoscvs3.logs
$ . /tmp/arquivoscvs3.logs

Após essa volta aos tempos das pedras, não posso ficar sem dizer: Como é bom o SVN e o GIT!

Abraços

Categorias:Linux

Mantendo compatibilidade entre o PHP 4 para PHP 5

21 de Junho de 2010 Deixe um comentário
PHP

Prezados,

Durante uma migração do PHP 4 para o PHP 5, precisamos ter cuidado com os nossos parâmetros de configuração do php.ini, pois precisamos garantir que tudo funcionara corretamente como antes.

Para isso deixo a minha dica, rode no seu servidor com PHP 4 e PHP 5 os devidos comandos abaixo:

PHP 4: $ php -r “phpinfo();” | grep -i “=>” | sort > /tmp/logPHP4.log
PHP 5: $ php -r “phpinfo();” | grep -i “=>” | sort > /tmp/logPHP5.log

Este comando adiciona no arquivo de log os parametros e seus devidos valores, após utilize alguma ferramenta de comparação como por exemplo, diff, meld ou kompare.

Essa conferencia é primordial para que o seu sistema funcione normalmente como antes, e em algum momento da sua migração deverá ser realizada.

OBS: vale lembrar que no PHP 5 alguns novos parâmetros são inseridos, e outros removidos, por isso o trabalha é um pouco braçal, tendo que ser avaliado caso a caso.

Abraços

Categorias:Desenvolvimento

Comando para checar sintaxe de arquivos PHP

21 de Junho de 2010 1 comentário
PHP

Prezados,

Gostaria de compartilhar com todos um comando que pode ser útil para muitas pessoas. O comando ajuda a analisar erros de sintaxe nos arquivos PHP, em um simples comando no Linux.

Aprendi esse comando durante a época que trabalhei na CNM, com um colega chamado Henrique Boaventura. Após conhecer o comando que analisa a sintaxe(php -l arquivo) de arquivos PHP, aprendi como rodar um “for” direto na linha de comando, isso já na CWI, na empresa onde trabalho atualmente.

Segue abaixo o comando:

$ for i in `find . -name *.php`; do php -l $i; done > /tmp/logErrosPHP.txt

Para ver os erros:
$ vi /tmp/logErrosPHP.txt

O comando acima procura por todos arquivos PHP(find . -name ‘*.php’) que existirem no diretório que foi executado e seus subdiretórios, verificando se existem erros de sintaxe nos arquivos(php -l $i) e adicionando o erro no arquivo de log(> /tmp/logErrosPHP.txt).

Abraços a todos!

Categorias:Desenvolvimento